Segunda-feira, 5 de Maio de 2008
felicidade nua

Descobrimos coisas novas todos os dias. Mas quais são as coisas que valem a pena mesmo conhecer? Acho que a maioria. Mesmo sendo bombardeados de coisas inúteis que só acabam trazendo angustia e problema. Queria poder filtrar o que eu vejo e escuto, são tantas mediocridades que não consigo acreditar. Mas não posso. Ainda assim, não consigo aceitar que as pessoas sempre pensam em serem felizes e não aproveitam os momentos. A felicidade está nos momentos que rimos ou que sentimos aquela angustia ao nos despedirmos de alguém que sabemos que veremos no próximo dia. Por que não viver o momento e fazer o que der vontade? Por que se conter pensando no que os outros vão pensar? Pagam pose de descolados, mas nunca fazem o que têm vontade. Todos deveriam ser como realmente são e se aceitarem como são. A vida é curta e imprevisível. Nunca sabemos se na manhã seguinte ainda vamos ter os velhos amigos para poder conversar. Seria horrível acordar e ver que nunca mais terá a chance de falar para alguém especial o que você realmente sente. Esperando, você poderá não ter mais um dia. O segundo que passou nunca mais voltará, um dia nunca repete; na vida é tudo somente uma vez e só uma chance. Antes acordar arrependido do que dormir com a vontade. Ficar se martirizando durante o resto da vida com pensamentos das possibilidades do que poderia ter acontecido, é pior do que se decepcionar. Vida você só tem essa. E ninguém pode julgar alguém por ser feliz da maneira que lhe faz bem.



publicado por lastnight às 22:49
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Reinan a 5 de Maio de 2008 às 23:32
Oi,

Seu blog tah muito bacana eseu texto é muito legal!!!

Continue assim!!

Flw!


De Thiago a 6 de Maio de 2008 às 05:31
Cara, seu texto está magnífico, parabéns!

'A felicidade está nos momentos que rimos ou que sentimos aquela angustia ao nos despedirmos de alguém que sabemos que veremos no próximo dia.'

GENIAL!

Abraço!


De Thais a 7 de Maio de 2008 às 00:42
''Todos deveriam ser como realmente são e se aceitarem como são.''
Aí é que tá, o medo das outras pessoas não aceitarem se transforma no medo de ser. :)
gostei daqui. :*


De everaldoygor a 10 de Maio de 2008 às 03:06
Oe outros, são os outros, geralmente tão distantes das felicidades, das coisas...
A eterna busca da felicidade, é esse o caminho do homem, da poesia, das linhas...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/


De Groo Veiga a 10 de Maio de 2008 às 18:23
Creio que mesmo com as coisas mais fúteis poderemos tirar algum proveito, nem que seja para distingüí-las: "não, isso é ruim" ou "isso pode ser bom para uma realidade, mas não serve para mim", enfim, para termos base.

Creio que nessa busca hoje da felicidade as pessoas ainda não se deram conta da questão do desapego...quando nos apegamos demais a uma situação ou a algum objeto, no momento em que nos separamos destes, vem a tristeza.

A felicidade, creio, pode ser isso: aproveitar o tempo presente com o que se tem sem perspectivas e sem cobranças ou comparando com o passado.

abs


Comentar post

ligo o rádio e blá blá blá
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

sussurre as palavras fina...

extorsão

interior amargo

felicidade nua

misantropia ou filantropi...

rotina de ambição

(des)honesto

saudades

há anos

hell yeah

arquivos

Junho 2009

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds