Quarta-feira, 17 de Junho de 2009
sussurre as palavras finais

Diga-me o que eu não sou, diga-me o que eu sou.

Porque uma auto descrição nunca é verdadeira ou precisa; e eu preciso saber quem eu sou. Tenho necessidade de saber por que eu ainda faço o que eu faço. Minhas dúvidas crescem cada dia mais e elas parecem cada vez mais profundas e doloridas. Já não sei mais pra quem recorrer, cheguei ao estagio em que desistimos de pensar em melhorar, não consigo ver uma saída.

Ainda que eu saiba que existem pessoas que se importam comigo não faz diferença para minha dor saber que elas me entendem, por que no fundo elas não fazem idéia do que é sentir o coração batendo sem fundamento, apenas por inércia. Colocar a mão no meu ombro faz diferença, admito. Mas é como você querer esvaziar uma piscina com uma colher; Você tirou uma colherada, fez diferença? Fez, mas o suficiente pra deixar a piscina vazia? A piscina tende a ficar cheia.

Sei que desse jeito que me encontro não posso ficar, machuca, dói. É como se a cada minuto eu perdesse uma parte do meu corpo e cada hora que passa pode ser a ultima. Vai doer até eu perder minha ultima parte, a ultima centelha da minha identidade, o resquício de esperança, o resto da vida. Da minha vida.

Minhas feridas estão abertas e eu preciso achar um jeito de fechar. Não consigo mais esconder, lagrimas transbordam dos meus olhos em fuga para um lugar melhor; todo esse meu pranto significaria alguma coisa se depois eu me sentisse melhor, se fosse uma válvula de escape, mas não é.  Pranto depois de pranto, por conseguinte, mais pranto. Um ciclo. Ciclos não acabam, tendem ao infinito; infinito de dor, infinito de mágoas, infinito. Pranto.



publicado por lastnight às 23:31
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

ligo o rádio e blá blá blá
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

sussurre as palavras fina...

extorsão

interior amargo

felicidade nua

misantropia ou filantropi...

rotina de ambição

(des)honesto

saudades

há anos

hell yeah

arquivos

Junho 2009

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds