Sábado, 5 de Abril de 2008
misantropia ou filantropia? ser humano.

Às vezes não quero ficar só comigo, mas não quero estar com outra pessoa. Pergunto-me se prefiro ficar sozinho naquela noite ou arriscar conhecer alguém novo. Não gosto de mudanças. Mas se eu não mudo como posso saber se gosto? Na dúvida prefiro não arriscar na maior parte das vezes. Meus pensamentos são contraditórios, quero e não quero ao mesmo tempo. Não é indecisão, mas sempre há os prós e os contras. Não gostaria de saber o futuro apenas pra saber se a decisão que eu tomei foi boa. Olharia o futuro pra saber se eu consegui fazer uma diferença positiva pra alguém ou alguma coisa. Viver e não fazer algo útil é muito egoísmo até pra mim. Sou uma pessoa egoísta e admito. Na verdade todos nós somos egoístas e aqueles que não admitem são piores do que os que admitem e convivem com isso. Ou não? Não sei. Não tenho certeza sobre muita coisa, mas nem por isso preciso buscar as respostas em algum Deus ou coisa do tipo. Sei que não posso ter tudo o que eu quero, então me esforço pra ter aquilo que é realmente necessário. Não vou morrer por não saber de onde vim ou pra onde vou; Deixo isso para os grandes pensadores. Essa necessidade de saber tudo é angustiante. Vivo fazendo escolhas, pra mim elas são as certas, para outra pessoa com certeza não serão. Mas não vivo em função dos outros. Vivo a minha vida. Ainda não sei se saio com alguma pessoa nova na noite seguinte ou se continuo sozinho. Deixo isso pra decidir à noite. Não vou escrevendo meu futuro com as emoções e razões do hoje. Ou vou?



publicado por lastnight às 23:35
link do post | comentar | favorito
|

9 comentários:
De Andréa Cristo a 6 de Abril de 2008 às 00:52
Vejo que tomar decisões não é o forte do "personagem" do texto (que não tem porque ser o autor).
Muitas vezes o medo é o responsável da adiação de tomas de decisão. O medo de errar muitas vezes nos deixa naqule clichê: Mais vale o mal conhecido que o bom por conhecer.
Sobre o egoísmo.
Evidentemente todos nós, em algum lado da nossa psique, somos egoístas, mas não somos egoistas com as mesmas coisas. Eu por exemplo não sofro de egoísmo, a não ser no que se refere á minha liberdade. Não tem preço... por isso que tomei a "decisão" de não ter filhos, nem molhar com tinta, papéis inúteis como por exemplo, papéis de casamento.

Gostei muito do texto, que expressa uma mente titubeante, Parabéns

Nota: Se pudesse tirar a verificação de palavras nos comentários, focará mais fácil e agradável comentar.


De Euzer Lopes a 6 de Abril de 2008 às 01:15
Adoro estas dúvidas existenciais.
E quanto mais pesado o ponto de interrogação, melhor...
Por mais neurótico que eu fique, quando consigo desentortar a interrogação e transformá-la em exclamação, o gosto pela resposta encontrada é mais um sinal de crescimento.


De Rafael Zuchi a 15 de Abril de 2008 às 19:54
Temos que mudar, para acompanhar as mudança a nossa volta, senão acabamos virando pessoas obsoletas. E ai como fazer alguma diferença positiva?


De caio arroyo a 15 de Abril de 2008 às 20:31
Todo mudno tem essas perguntas, que parecem nao sair da cabeca, e excelente quando achamos as respostas, que ajudam no nosso crescimento


De Tom a 15 de Abril de 2008 às 21:57
O importante na vida é estar disposto e pronto para as mudanças.
ótimo blog.


De everaldoygor a 17 de Abril de 2008 às 17:28
Um texto ralmente existencial, para a apreciação dos dias, do ato solitario de escrever e se reconhecer nas letras...
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/


De ffd a 22 de Abril de 2008 às 22:51
sdsfsdfs


De Tom a 22 de Abril de 2008 às 23:55
O importante na vida é estar disposto e pronto para as mudanças.
ótimo blog.


De Dan Leony a 26 de Abril de 2008 às 18:10
Muito bom o texto..!!
Concordo com boa parte do que ta escito!
Seu blog é bem legal tbm.... Parabéns!
aparece no meu quando puder..!!


Comentar post

ligo o rádio e blá blá blá
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

sussurre as palavras fina...

extorsão

interior amargo

felicidade nua

misantropia ou filantropi...

rotina de ambição

(des)honesto

saudades

há anos

hell yeah

arquivos

Junho 2009

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds